Juízes

Atualizado: 17 de Jul de 2019

por David Merkh Jr e Ricardo Libâneo |



O livro de Juízes foi pregado na PIBA no ano de 2018.


Confira os vídeos das pregações na imagem acima.


Desafiamos os pastores a compartilhar um pouco da experiência de pregar o livro de Juízes. Confira depoimentos:


“Ah não... vocês vão pregar Juízes?!” Esta foi a reação de algumas ovelhas diante da notícia de que o estudaríamos durante os próximos três meses. Pregadores muitas vezes evitam este livro tão sombrio e, às vezes, deprimente. Gostamos de Débora, Gideão e Sansão, mas o que fazer com Abimeleque e Jair – sem falar das histórias grotescas de estupro, homossexualismo, massacre e esquartejamento nos últimos capítulos?

Porém, ao longo da série, a reação da igreja mudou. Fomos lembrados que a Palavra de Deus – toda ela – fala hoje! Juízes é extremamente atual, é o pós-modernismo relativista de antigamente! Ele ensina a realidade de que sem um rei para guia-los, o povo de Deus se esquece de Sua misericórdia, abandona Seus caminhos e cai numa espiral de completa autodestruição. A única resposta para o povo de Deus, para a igreja brasileira, é se curvar diante de Cristo, o único Rei – e deixar de viver e “fazer igreja” segundo o que é “bom aos seus próprios olhos”.

pr. David Merkh Jr.



Quando se fala do livro Juízes as pessoas já pensam em heróis que elas conheceram na EBD ou EBF. Heróis como Sansão e Gideão. Heróis? Ao olharmos para o livro dentro do seu contexto, aprendemos que Israel passava por um dos seus momentos espirituais mais tenebrosos, e os juízes levantados por Deus eram um reflexo dessa impiedade. Infelizmente, em nome da didática infantil, o pecado é escondido nas aulas “tipo EBD”, e os crentes crescem com uma visão errada da mensagem do livro de Juízes. Um dos feedbacks que mais recebi na exposição do livro foi: “poxa pastor, eu admirava tanto esse juiz, mas hoje essa admiração acabou”.

Precisamos expor o livro de juízes para que as pessoas conheçam o verdadeiro herói- o próprio Deus, agindo no Seu povo apesar do Seu povo, pois havia dito “... Jamais quebrarei a minha aliança com vocês” (Jz 2.1). Precisamos expor o evangelho por meio do livro, que mostra um juiz humano que pode, no máximo, com a ajuda de Deus, trazer uma libertação territorial e temporária. Mas o verdadeiro Juiz, que vem dos céus da parte de Deus, é capaz de trazer libertação definitiva do pecado. Ele é o Rei que nos impede de viver de acordo com o que parece certo aos nossos próprios olhos.

pr. Ricardo Libaneo.


Confira também o artigo:


4 razões para pregar no livro de Juízes


#pregaçãoexpositiva

246 visualizações

Prega a Palavra, insiste a tempo e fora de tempo, aconselha, repreende e exorta com toda paciência e ensino

2 Timóteo 4.2

© 2020 pela Associação Bíblica Pregue a Palavra
R. Santo Rosa, 96 - Jardim Alvinópolis, Atibaia - SP - Brasil, 12943-050

CNPJ: 15.156.924/0001-59 

Secretaria: (11) 4412.6679

Entregas de compras em até 15 dias

  • Facebook Clean
  • White YouTube Icon